Medicina e Segurança do trabalho

PPRA

Whey Black Skull

 

Então, vamos lá! Sem perda de tempo vamos analisar este Mapa conceitual que irá permitir a você construir uma excelente redação, uma redação no padrão nota 1000 na prova do ENEM. A técnica apresentada aqui é bem simples. Mas demanda treino. Você tem que praticar produzindo várias redações ao longo do ano e entregá-las a sua professora ou professor de português para corrigir e verificar a sua evolução ao longo de todo ano. Você também pode utilizar essa técnica de redação na maioria dos concursos públicos e para produzir suas resenhas quando estiver na faculdade. A aula tá tranquila, tá muito favorável e só depende de você praticar e aperfeiçoar a técnica de redação apresentada nesta aula. 

Antes de começar deixa eu apresentar uma citação que representa muito bem o espírito desta aula. "Só não me falem de dons e talentos inatos! Podemos nomear grandes homens de toda a espécie que não eram superdotados. Mas adquiriram grandeza, tornaram-se 'gênios' (...) todos tiveram a diligente seriedade do artesão, que primeiro aprende a construir perfeitamente as partes, antes de ousar fazer o grande todo; permitiram-se tempo para isso porque tinham mais prazer em fazer bem o pequeno e o secundário do que no efeito de um todo deslumbrante. ” Este é um pensamento de um importante filósofo alemão. Trata-se Nietzsche e neste trecho ele tem muito a nos ensinar. Não fique pensando que escrever uma boa redação é algo restrito para pessoas talentosas. Escrever uma redação nota 1000 ou com nota próxima de 1000 é uma questão de compreender as técnicas, de praticá-las durante algum tempo, sempre corrigindo os erros identificados no meio do caminho. Antes de tudo você precisa entender as partes que compõem uma redação nota mil. Desde a parte mais básica até as partes mais complexas e que exigem grande capacidade de articulação de ideias. Depois que você compreender o funcionamento de cada uma destas partes com certeza terá condições de escrever uma excelente redação na prova do ENEM, com tranquilidade e confiança, pois você vai escrever várias redações com um alto padrão de qualidade antes da prova oficial. Só depende de você trabalhar como um artesão e lapidar constantemente a qualidade de seu texto. 

Então vamos lá. O nosso objetivo é compreender as partes mais importantes da prova de redação do ENEM e chegar o mais próximo possível da nota mil. Você tem que mirar a nota máxima e praticar para tirar a nota máxima porque a redação sozinha vale metade de todos os pontos do ENEM. A prova de múltipla escolha (com as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Física, Química, Língua Estrangeira e Biologia) vale mil pontos. Em outras palavras, são 10 disciplinas valendo 1000 pontos. A redação sozinha vale a mesma coisa. Dito de outra maneira, uma única prova é responsável por metade de toda a sua nota no ENEM. Uma boa nota na redação é a diferença entre poder escolher a universidade de seus sonhos ou então ficar com as vagas que sobraram. Você tem que chegar na frente. Quem chega na frente leva tudo.     

Em primeiro lugar o edital do ENEM exige que você escreva um Texto Dissertativo-Argumentativo em Prosa. Em outras palavras, você terá que produzir um texto defendendo uma ideia por meio de argumentos e explicações. Preste atenção. Este tal texto argumentativo-dissertativo em prosa deve ser escrito utilizando parágrafos e a estrutura de introdução, desenvolvimento e conclusão. Se você escrever a redação em versos, esquemas, desenhos ou com diálogos terá a sua nota zerada. O ponto central de sua argumentação será o tema da redação, que sempre trata de uma situação-problema da sociedade brasileira. Deverá ainda explicar com clareza e objetividade cada um dos seus argumentos. Além disso, o seu objetivo central é convencer a banca examinadora de que sua mensagem foi bem estruturada no tratamento da situação-problema. Ou seja, você deve demonstrar clareza e organização interna em seus argumentos para analisar a situação-problema proposta pelo tema da redação.

Bom, está na hora de saber o que é uma situação-problema. Como a própria expressão sugere trata-se de uma situação que causa incomodo, desequilíbrio, insegurança e instabilidade na organização de nossa sociedade, de tal forma que a busca de soluções é extremamente problemática. Trata-se de um problema que afeta a política, a economia, a saúde e a cultura de toda uma sociedade. A situação é tão difícil de resolver que muitas vezes é preciso adotar um conjunto muito estratégico de ações para atacar o problema. Vejamos alguns temas da prova de redação nos anos anteriores para que você compreenda melhor o que eu estou dizendo. A situação-problema da prova de redação pode ter uma característica Cultural. Em 2006 o tema da prova de redação foi “O poder de transformação da leitura. Como já sabemos, uma população de analfabetos é uma situação gravíssima para as possibilidades de desenvolvimento de um país. Pior ainda é o analfabetismo funcional, ou seja, aquela pessoa que sabe ler e escrever e não compreende o significado da informação. Em 2014 a situação-problema foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”. Pare e pense bem. Se os adultos são vítimas fáceis da propaganda veiculada no TV, Rádio e Internet, imagina então uma criança que ainda não possui amadurecimento de seu senso crítico para se defender de uma enxurrada de propagandas quando ela está assistindo ao seu desenho ou a sua série favorita na TV ou na internet?

Uma situação-problema de ordem política abordada na prova de redação do ano de 2002 foi “O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita? Esta situação é extremamente problemática, pois o fato do brasileiro escolher políticos corruptos como seus representantes está gerando uma das piores crises políticas, econômicas e sociais da história de nosso país desde o fim da Ditadura Militar. Relacionado ao que nós acabamos de falar está a situação-problema apresentada como tema da redação no ano de 2009. Trata-se do “Indivíduo frente à ética nacional”. Ou seja, se os eleitores e os representantes políticos do Brasil tivessem o mínimo de ética nós não estaríamos soterrados por esse mar de lama de corrupção, responsável por fazer o Brasil regredir quase 10 anos em relação às conquistas sociais das últimas décadas. Quem não assistiu as aulas de Filosofia com certeza teve muita dificuldade para escrever sobre esse tema. A situação-problema de característica Social apresentada com tema da redação em 2011 foi “Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado”. Ou seja, você deveria analisar como a internet e as redes sociais têm causado problemas para os indivíduos que ficam divulgando informações particulares e sigilosas em ambientes virtuais públicos. Em 2015 a situação-problema apresentada como tema da redação foi “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira. ” Nós sabemos que centenas de mulheres são agredidas e assassinadas por homens todos os dias no Brasil e é preciso ampliar a discussão em todos os setores de nossa sociedade para eliminar essa prática criminosa. Inclusive, é sobre esse tema que eu escrevi e vou mostrar como exemplo para vocês na parte final desta vídeoaula. Então assista este vídeo até o final e você verá uma redação que eu mesmo escrevi, com direito e checklist e comentários sobre como cada parágrafo foi construído.

Em outras palavras, o tema da redação do ENEM sempre aborda situações reais e problemáticas da sociedade brasileira. Não tem ficção, não tem nada inventado por aqui. Isso significa que você deve apresentar argumentos e exemplos da realidade para escrever a sua redação. Eu sugiro que você estude tudo que for possível sobre atualidades relacionadas ao Brasil. Estudar História, Geografia, Sociologia, Filosofia, questões ambientais e energéticas, pesquisas científicas, saúde e epidemias são coisas obrigatórias. Inclusive, diante da guerra travada atualmente contra o mosquito Aedes Egypti, bem como todas as doenças transmitidas por ele (tais como dengue, febre Chicungunha e Zica Vírus), este assunto não está descartado como possível tema de redação. Assista ao noticiário e fique atualizado sobre o maior número possível de assuntos.

O primeiro e mais importante passo na organização de uma “Redação Nota 1000 no ENEM” é a compreensão da estrutura básica de qualquer texto dissertativo-argumentativo. Se você leva a sério a sua redação eu vou apresentar aqui uma estrutura bem simples e extremamente eficiente para que uma nota muito próxima de mil pontos seja conquistada. Mas, porém, contudo, entretanto, todavia, não obstante você vai ter que trabalhar pesado para conquistar esta pontuação. Eu vou utilizar um Mapa Mental bem simples para que você enxergue as principais camadas de um texto dissertativo-argumentativo. Como se trata de uma estrutura, a fundação e os alicerces da sua redação devem ser sólidas e confiáveis. Só assim você conseguirá gerar as ideias que servirão como matéria-prima para cada parágrafo, para cada camada de texto que você vai escrever.

A estrutura de uma redação nota 1000 no ENEM pode ser dividida em duas grandes partes. Estamos falando da Macroestrutura e da Microestrutura. A Macroestrutura é a redação na sua totalidade. É um elefante nada simpático que assusta a maioria das pessoas no primeiro momento. A Macroestrutura é composta pela introdução, pelos parágrafos de desenvolvimento e pela conclusão. É a redação como um todo coerente e organizado.

Nós chegamos a um ponto muito importante de nossa aula. A partir de agora vamos analisar as 5 competências fundamentais da prova de redação do ENEM. Você tem que compreender as características de cada uma destas 5 competências e aplicá-las intencionalmente e metodicamente na escrita de sua redação. As 5 competências que iremos analisar neste momento representam os alvos que você deve mirar toda vez que estiver treinando e lapidando o seu texto para a prova de redação do ENEM.

Na competência 1 você deve demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. Em outras palavras, você deve demonstrar a sua capacidade de escrever bem, evitando erros de ortografia, construindo frases com a adequada concordância verbal e nominal. Você receberá 200 pontos se demonstrar níveis elevados nesta competência.

Na competência 2 você deve antes de mais nada demonstrar que compreendeu a proposta da redação. Pode até parecer simples, mas não é bem assim. Vamos tomar como exemplo o tema da redação do ano de 2015, “a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”. A minha amiga que é corretora de redações do ENEM e que forneceu informações valiosas para que eu produzisse esse vídeo me disse o seguinte: vários candidatos tiraram zero na prova de redação porque não compreenderam o tema. Eles se limitaram a falar da violência contra a mulher, quando na verdade deveriam falar sobre a persistência, sobre a insistência, sobre a permanência, sobre a continuidade da violência contra a mulher na sociedade brasileira. Isto pode parecer um simples detalhe, mas na verdade configura fuga ao tema proposto pela redação e, consequentemente, a nota zero. Outro elemento importante da competência 2 é aplicar os conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa. Ou seja, você pode e deve utilizar os conhecimentos de Ciências, Direito, Medicina, Matemática, Tecnologia, Geografia, História, Filosofia, Engenharia, Literatura, Artes, Ciência da Informação, Biotecnologia, enfim, você pode utilizar os conhecimentos de qualquer área do conhecimento para construir seus argumentos na prova de redação do ENEM, desde que isso seja adequado e pertinente ao tratamento do tema. A minha amiga que é corretora de redações do ENEM me disse o seguinte. Presta atenção. Utilize duas e no máximo três áreas do conhecimento na construção de seus argumentos e desenvolva adequadamente o texto. Isso vai fazer a sua nota na competência 2 atingir os níveis máximos. Na redação que eu vou apresentar para vocês na parte final do vídeo, eu perdi muitos pontos na competência 2 porque eu utilizei apenas uma área do conhecimento para construir o meu argumento. Agora que você já sabe disso obviamente vai aprender com o meu erro e com toda certeza vai tirar uma nota maior do que a minha na competência 2.  É para finalizar, um texto dissertativo-argumentativo em prosa não é bate papo. Aqui na redação do ENEM prosa não é um diálogo. Trata-se de um texto com parágrafos e utilizando a estrutura de introdução, desenvolvimento e conclusão.

Na competência 3 você deve selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. O que está em jogo da competência 3 é o domínio do conceito de coerência. A banca examinadora quer saber se o seu texto faz sentido. Eles querem saber se você está dizendo as coisas de forma organizada. Texto no estilo Frankenstein ou “Colcha de Retalhos”, em que você pega um pedaço aqui, outro pedaço que não tem nada a ver ali e costura tudo sem a menor preocupação com a harmonia e equilíbrio do texto tira nota zero na competência 3.

Na competência 4 você deve demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos para a construção da argumentação. Neste caso a banca examinadora quer ver se os seus parágrafos são devidamente interligados entre si. Eles querem saber se você saber usar os conectivos. Eles querem saber se existe progressão na construção de suas ideias.  Enfim, a palavra chave da competência 4 é coesão. O seu texto é coeso? As ideias estão bem amarradas e articuladas entre si ou é um verdadeiro samba do crioulo doido que ninguém entende nada? Aqui é importante que você evite a repetição de ideias e de palavras, pois isto também vai lhe tirar alguns pontos.

Por fim nós temos a competência 5, em que você deve elaborar uma proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. Como eu já falei anteriormente, o tema da redação sempre nos apresenta uma situação-problema. Aqui na competência 5 você vai apresentar uma proposta de intervenção, uma proposta para resolver este problema. Um pouco mais à frente desta aula eu vou te mostrar a forma mais adequada de apresentar uma proposta de intervenção social para a situação problema. Esta informação é valiosíssima!!! E adivinha como eu fiquei sabendo disso? Com a minha amiga que corrige as provas do ENEM. A prova de redação do ENEM está hackeada e eu estou contando tudo para vocês.

Cada uma dessas competências vale 200 pontos. E para chegar o mais próximo possível da nota mil você deve demonstrar domínio e equilíbrio em cada uma delas. Lembre-se: a virtude está no equilíbrio. Não vai adiantar muita coisa arrebentar em uma competência e desabar em todas as outras.

Já a Microestrutura são as menores partes de uma redação. Vamos dividir o elefante em partes. Dessa forma ele fica mais simpático. Além disso, a estratégia de dividir um grande problema em pequenas partes facilita muito o nosso trabalho. A microestrutura de que eu estou falando são os parágrafos. Você precisa entender que cada parágrafo também possui introdução, desenvolvimento e uma conclusão parcial, sendo que esta conclusão é facultativa. Você precisa aprender a escrever cada um dos parágrafos que vão formar a sua redação nota 1000 no ENEM. Cada parágrafo tem uma função e um objetivo específico dentro da estrutura. Cada parágrafo é uma camada de texto que precisa se ligar às camadas anteriores e posteriores de forma organizada, harmônica e coerente.

É exatamente isso que nós vamos fazer agora. Eu vou apresentar para você as características de cada parágrafo em um texto dissertativo-argumentativo em prosa. Vou mostrar o que não pode faltar de jeito nenhum na introdução, nos parágrafos de desenvolvimento e na conclusão. Vou mostrar como cada uma dessas camadas de textos se ligam e se encaixam entre si. Vou mostrar como cada parágrafo ajuda a resolver a situação-problema apresentada pelo tema da redação do ENEM. E dessa forma, visualizando essa estrutura invisível do texto você conseguirá enxergar a estrutura como um todo organizado e coerente, evitando produzir aquela redação no velho estilo colcha de retalhos, em que cada parágrafo não tem nada a ver com o outro.

A primeira camada de texto que nós vamos analisar é a Introdução.  Aqui na Introdução é o lugar onde você avisa para a banca examinadora sobre quais assuntos vai falar em sua redação. Lembre-se sempre que o tema da redação é uma situação-problema que você deve tentar resolver. No parágrafo de introdução você afirma a situação-problema apresentada no tema da redação e sustenta isso com argumentos. Ou seja, ao concordar com a situação-problema você deverá apresentar argumentos para sustentar a sua afirmação. Aqui na introdução é um dos momentos críticos para que você demonstre a competência número 2. Se você não compreender o tema proposto pela redação a sua nota zero começa aqui mesmo na introdução, pois como já foi dito anteriormente, isso configura fuga ao tema proposto pela redação. Preste muita atenção. Se você apresentar 2 argumentos no parágrafo de introdução deverá apresentar 2 parágrafos no desenvolvimento. Se você apresentar 3 argumentos na introdução deverá apresentar 3 parágrafos no desenvolvimento. Na estrutura da redação que eu vou mostrar para vocês eu utilizei 2 argumentos na introdução e, portanto, 2 parágrafos no desenvolvimento.

A partir de agora vamos analisar o desenvolvimento de nosso argumento número 1. Para que você mantenha a organização e a coerência de seu texto dissertativo-argumentativo é preciso que você vai retorne ao primeiro argumento apresentado na introdução. Aqui no segundo parágrafo é o momento em que você irá aprofundar este argumento. Deve existir uma transição ligando a introdução ao segundo parágrafo. Redação para o ENEM não é Colcha de Retalhos, em que você pega vários pedaços completamente diferentes e costura de qualquer jeito. O parágrafo de desenvolvimento deve dar continuidade aos assuntos apresentados na introdução de forma aprofundada. Lembre-se. Um parágrafo também possui introdução, desenvolvimento e conclusão. Outra coisa importante, aqui no parágrafo de desenvolvimento você deve permanecer atento à competência número 3. Você está selecionando ideias, argumentos, informações, opiniões e conceitos de diversas áreas do conhecimento para construir um ponto de vista, dentro da estrutura de um texto organizado e compreensível. Não se esqueça de utilizar exemplos de situações reais para explicar e defender seu argumento. Lembre-se também que você está analisando uma situação-problema da sociedade brasileira. Portanto, não podem ser exemplos inventados, irreais ou imaginários. Apresente sempre como exemplos as situações reais.

Chegou a vez de trabalhar no desenvolvimento de nosso argumento número 2. A primeira coisa que você deve ter em mente é retornar ao segundo argumento apresentado no parágrafo de introdução e aprofundá-lo nesta parte do seu texto. Lembre-se: esta é mais uma camada da estrutura de seu texto dissertativo-argumentativo. As coisas precisam estar organizadas e coerentes no desenvolvimento de seu argumento. Outro aspecto fundamental é a existência de uma transição ligando o segundo e o terceiro parágrafos. Aqui a competência número 3 continua com uma pegada muito forte. Você continua defendendo um ponto de vista selecionando, organizando e relacionando diversas fontes de informação. Mas não se esqueça: faça isso de forma organizada e mantenha a coesão interna de sua redação. O segundo argumento de seu texto deve reforçar tudo o que foi dito anteriormente. Seja coerente com aquilo que você escreveu na introdução e no primeiro parágrafo de desenvolvimento. Falar de assuntos completamente diferentes, sem nenhuma ligação entre si, denuncia a falta de organização e de coesão de sua redação. A banca examinadora percebe essa falha facilmente e penaliza o candidato por esse descuido. Este é outro fator crítico na maioria das redações.

Chegou o momento de trabalhar em nosso parágrafo de conclusão. Galera, o negócio é o seguinte. A conclusão é um dos fatores mais críticos na redação do ENEM. Nunca se esqueça disso. Aqui você deve apresentar uma proposta de intervenção social para resolver a situação-problema apresentada pelo tema da redação. Muita gente escorrega e escorrega feio quando chega nesta parte do texto. Faz tudo certinho até chegar aqui. Mas na hora da conclusão deixa de apresentar uma sugestão de solução para a situação-problema e acaba sendo penalizado em muitos pontos por esse grave descuido. Dito de outra maneira, você terá que se posicionar criticamente, apresentando uma solução para a situação-problema do tema da redação. Além disso, você deve apresentar uma proposta de intervenção de forma ética, respeitando os direitos humanos e as diferenças socioculturais.  Esta camada de seu texto dissertativo argumentativo é uma peça chave para obter uma nota excelente na redação do ENEM. Aqui na conclusão o sinal vermelho está acesso. Volto a repetir. Aqui você deve apresentar uma proposta de intervenção social para resolver a situação-problema apresentada pelo tema da redação. Mas como você deveria fazer isto? Preste atenção. Aqui vai outra informação valiosíssima vinda de minha amiga que é corretora das provas de redação do ENEM. Existem 5 setores fundamentais em nossa sociedade responsáveis por causar mudanças sociais em larga escala e por um longo período de tempo. Estes cinco setores são o Governo, as Organizações Não Governamentais, a Mídia, as Instituições de Ensino e a Família. Vamos falar de cada um deles. O Governo promove mudanças sociais em larga escala porque ele é o responsável pela criação de leis que tem como objetivo principal o respeito aos Direitos Humanos e o combate às desigualdades sociais. Então, o primeiro setor que você deveria avaliar para resolver a situação-problema da prova de redação é o Governo.

Em segundo lugar, você deveria avaliar uma proposta de intervenção social liderada por uma Organização Não Governamental, pois as ONG’s são instituições autônomas, independentes, sem fins lucrativos e que agem de forma solidária no campo das políticas públicas. As ONG’s promovem uma pressão política absurda na sociedade em favor de grupos excluídos, em favor da preservação ambiental e em defesa dos direitos dos animais. Então, não se esqueça de avaliar a possibilidade de utilizar as Organizações Não Governamentais na apresentação de sua proposta de intervenção social.

O terceiro setor que você deve considerar com muita atenção é a Mídia, ou seja, os meios de comunicação de uma forma geral. TV, Internet, Rádio, jornais impressos, revistas, enfim, todos os meios de comunicação digitais ou analógicos são capazes de alcançar milhões de pessoas e espalhar mensagens que promovem o respeito aos Direitos Humanos e aos grupos sociais excluídos ou em condição de vulnerabilidade social. As campanhas do Criança Esperança, do Teleton, campanhas de vacinação obrigatória ou de arrecadação de fundos para ajudar desabrigados têm um grande alcance por causa da divulgação nos meios de comunicação de massa. Além disso, filmes, novelas e desenhos animados muitas vezes são utilizados para debater problemas sociais graves, tais como a corrupção na polícia e na política brasileira, o preconceito aos afrodescendentes e camadas sociais pobres de todo o país. Por isso, não se esqueça de considerar se a Mídia pode ser explorada para apresentar a sua proposta de intervenção social para resolver a situação-problema do tema da redação do ENEM.

O nosso quarto setor diz respeito às Instituições de Ensino. A força que as escolas possuem para gerar mudanças sociais é inquestionável. Além disso, uma das principais funções das escolas é proteger e educar crianças e adolescentes. A escola é o espaço para promover o respeito às diferenças sociais, é o lugar de combater o bullying e a homofobia, é o espaço de combater a violência e de promover a igualdade de gênero, é o espaço para promover o respeito às pessoas portadoras de deficiência. Além disso, os livros didáticos têm como componente principal o respeito a todas essas diferenças sociais. As escolas têm o poder de mobilizar as famílias e a comunidade local com seus projetos e, portanto, têm o poder de promover mudanças sociais em larga escala e por longo período de tempo. Portanto, jamais se esqueça da possibilidade de utilizar as Instituições de Ensino para apresentar a sua proposta de intervenção social para resolver a situação-problema da prova de redação do ENEM.

E o quinto setor que você deve avaliar para formular a sua proposta de intervenção social é a Família. As famílias são responsáveis por exercer uma forte influência em nossa educação desde os primeiros anos de vida. Na verdade, a família tem um raio de ação mais limitado do que os outros 4 setores indicados anteriormente. Mas, porém, contudo, entretanto, todavia, não obstante existem resgates sociais que são promovidos principalmente pela ação da família, como por exemplo, um parente que sofre com o vício de drogas ou de álcool. Sem falar ainda que as crianças são extremamente dependentes da proteção da família para construir o seu amadurecimento emocional, intelectual e social. Além disso, a gente precisa ampliar o conceito de família. Em terras estrangeiras, longe dos parentes de sangue, a sua família será constituída por todo aquele que te ajudar quando você mais precisar. Portanto, as famílias têm fundamental importância na formação do caráter de cada indivíduo e não devem ser deixadas de lado ao propor a sua solução para a situação-problema na prova do ENEM.

Aqui vai outra informação valiosíssima para que você escreva um excelente parágrafo de conclusão. Toda a sua atenção a partir de agora. No momento de apresentar a sua proposta de intervenção social para resolver a situação-problema da redação você deve responder as seguintes perguntas. Quem fará a intervenção para resolver o problema? Como a intervenção social será implantada? Qual é o objetivo desta proposta de intervenção? Estas três perguntas fundamentais devem ser respondidas com naturalidade e objetividade no seu texto. Quanto mais específico você for ao responder essas três perguntas maior será a sua nota na competência 5. A próxima pergunta não precisa ser respondida por escrito, mas você deve analisá-la com cuidado. A proposta de intervenção social que você está apresentando é exequível? Ou seja, ela pode realmente ser executada ou é um delírio de sua parte? Caso a proposta de intervenção social apresentada por você para resolver a situação-problema não seja fundamentada no mundo real haverá a perda de muitos pontos na competência 5. Lá vem outra informação que vale ouro. Preste atenção. Para atingir o nível máximo na competência 5 você deve escolher dois ou três destes setores para formular a sua proposta de intervenção social. Faça isso com muito cuidado, caso contrário o seu parágrafo vai ficar muito grande e você vai extrapolar o limite de 30 linhas da folha de prova. Para ter segurança, escolha 2 setores e desenvolva bem os seus argumentos. Se você estiver muito confiante e com linhas sobrando no parágrafo de conclusão então utilize 3 setores, articule-os bem no desenvolvimento do texto e a nota máxima na competência 5 é coisa quase certa.

Chegou o momento de revisar tudo o que eu falei anteriormente com uma redação de verdade. Eu escolhi o tema da redação de 2015, “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira. ” Ao utilizar uma redação de verdade como exemplo você poderá verificar como cada parágrafo, como cada camada de texto é construída. E se nós estamos falando em estrutura de uma redação significa que os argumentos não podem ser apresentados de forma caótica. Dito de outra forma, deve existir coerência, deve existir uma ligação, deve existir um link entre todos os parágrafos do texto dissertativo-argumentativo, do começo até o fim de sua redação.

Então vamos lá. Este é o parágrafo de introdução.

Tema Redação ENEM 2015

Situação-Problema: A persistência da violência contra as mulheres no Brasil

A violência praticada contra as mulheres em todo Brasil é um problema social que precisa ser combatido todos os dias. Duas importantes leis foram criadas nos últimos anos para proteger as mulheres dos criminosos: tratam-se da Lei Maria da Penha e da Lei Carolina Dieckmann. A primeira protege contra a violência física, enquanto a segunda resguarda contra os crimes praticados na internet.

Vamos ao Checklist da Introdução. Em primeiro lugar, devemos verificar se houve uma afirmação ou negação da situação-problema. Eu afirmei e, portanto, reconheci que a violência contra a mulher continua sendo um problema grave no Brasil. Aliás, é impossível discordar dessa situação-problema. Aquele candidato que negou o tema da redação demonstrou desrespeito aos Direitos Humanos e, portanto, tirou nota zero.  Aqui eu demonstrei que compreendi a proposta da redação. Eu devo falar sobre a continuidade, sobre a permanência, sobre a continuidade da violência contra a mulher na sociedade brasileira. Os candidatos que se limitaram a falar da violência praticada contra as mulheres tiraram nota zero por motivo de fuga ao tema proposto pela prova de redação. Em segundo lugar, veja que houve a apresentação de 2 argumentos que serão tratados nos parágrafos de desenvolvimento. Eu falei da Lei Maria da Penha (violência física) e da Lei Carolina Dieckmann (violência praticada na internet). Perceba que eu utilizei somente uma área do conhecimento: o Direito e duas leis que defendem as mulheres de práticas criminosas. E pelo fato de ter utilizado apenas 1 área do conhecimento eu fui penalizado em vários pontos. De acordo com a minha amiga corretora de provas de redação do ENEM eu deveria ter utilizado duas ou três áreas do conhecimento para atingir o nível máximo na competência 2. Este erro de estratégia que eu cometi logo na introdução vai gerar efeitos nos próximos dois parágrafos. Em outras palavras, eu continuarei perdendo pontos no restante da redação por causa do erro que eu cometi logo no primeiro parágrafo. Percebeu? A redação está totalmente interligada. Se você erra na estratégia de em um parágrafo isso gera efeitos em toda a cadeia da redação. Então, aprenda com o meu erro e utilize duas ou três áreas do conhecimento na construção de seus argumentos. Mas lembre-se: faça isso com segurança e desenvolva bem o seu texto.  E o último item de nosso checklist é a microestrutura do parágrafo. Lembre-se. Todo parágrafo possui introdução, desenvolvimento e uma conclusão parcial, que é facultativa. Ou seja, quando couber uma conclusão parcial você apresenta. Se o momento não for conveniente você não apresenta.

Vamos agora ao segundo parágrafo, que representa o desenvolvimento de nosso primeiro argumento.

De um lado, a violência física é a mais antiga prática de violência contra o gênero feminino. Inúmeras vítimas se calaram durante anos em razão da dependência financeira de seus companheiros. Além disso, ameaças de morte contra as mulheres e seus filhos também são comuns nesta situação. Foi com o objetivo de protegê-las destas situações que foi criada a Lei Maria da Penha. As denúncias aumentaram nos últimos anos e medidas de proteção foram adotadas para defender as vítimas até mesmo da aproximação dos agressores. No entanto, muitas mulheres continuam morrendo em virtude da violência física no Brasil.

Agora é o momento do Checklist de nosso 2º Parágrafo. A primeira coisa a ser verificada é a ligação e transição coerente com o parágrafo de introdução. Na introdução eu afirmei que a violência contra a mulher é um problema grave na sociedade brasileira. Eu dei continuidade a esta afirmação no primeiro parágrafo de desenvolvimento. Em outras palavras, eu falei sobre um tema na introdução e continuei falando sobre este mesmo assunto no parágrafo seguinte. Portanto, eu mantive a coerência com aquilo que foi afirmado anteriormente. O segundo item de nosso checklist é a retomada e desenvolvimento do primeiro argumento apresentado na introdução, exibindo exemplos de situações reais. Veja bem, o primeiro argumento da introdução falava sobre a Lei Maria da Penha (violência física contra a Mulher). Aqui eu desenvolvi, eu aprofundei este argumento apresentando exemplos de situações reais da sociedade brasileira. Ou seja, eu selecionei, organizei e interliguei informações, fatos e opiniões na construção e defesa de um ponto de vista. Portanto, eu mandei muito bem na competência 3. Também estou indo muito bem na competência 4, pois o texto está ficando coeso e organizado com a conexão de ideias entre os parágrafos. A redação está ficando bem amarrada.  E, por último, temos a microestrutura do parágrafo, com sua introdução, desenvolvimento e conclusão. Perceba que aqui eu julguei conveniente apresentar uma conclusão parcial, ao dizer que apesar da Lei Maria da Penha, muitas mulheres continuam morrendo do Brasil por causa da violência física praticada pelos homens. Ou seja, eu continuo demonstrando que compreendi o tema proposto pela redação, pois estou falando da continuidade, da persistência da violência praticada contra as mulheres na sociedade brasileira.

Vamos agora ao nosso terceiro parágrafo, que representa o desenvolvimento de nosso segundo argumento.

Por outro lado, a divulgação sem autorização de fotos e vídeos íntimos na internet por parte dos ex-companheiros após o término do relacionamento é a mais atual modalidade de violência contra o gênero feminino. O objetivo é expor e humilhar publicamente as vítimas, ação que causa transtornos psicológicos, depressão e, até mesmo, a perda do emprego. A Lei Carolina Dieckmann foi criada para proteger a mulher deste crime, punindo o agressor que compartilha os arquivos nas redes sociais com o objetivo de causar danos irreparáveis em sua reputação.

Agora é o momento do checklist de nosso 3º Parágrafo. A primeira coisa a ser verificada é a ligação e transição coerente com o primeiro parágrafo de desenvolvimento. Veja, bem. No parágrafo anterior eu afirmei que a agressão física é um dos tipos mais antigos de violência praticada contra as mulheres. Aqui, eu dei continuidade, afirmando que a divulgação de fotos e vídeos íntimos sem autorização na internet é a mais atual prática de violência contra as mulheres. Eu apresentei a violência mais antiga e depois a mais moderna, sendo que as principais vítimas são sempre as mulheres. Dito de outra forma, eu fui coerente e mantive a ligação interna entre o segundo e o terceiro parágrafos. O segundo item de nosso checklist é a retomada e desenvolvimento do segundo argumento apresentado na introdução, exibindo exemplos de situações reais. O segundo argumento que eu apresentei na introdução foi a Lei Carolina Dieckmann (crimes praticados contra a mulher na internet). Veja que eu retomei e desenvolvi este argumento apresentando exemplos de situações reais da sociedade brasileira. Perceba também que eu continuei selecionando, organizando e interligando informações na construção de meu ponto de vista, mantendo a coesão interna do texto.

Vamos agora para o nosso parágrafo de conclusão.

Dessa forma, fica evidente a importância de leis para punir estes criminosos, porém, é preciso mudar a cultura do povo brasileiro quanto a estas brutalidades. A criação da “Semana de combate à violência contra as mulheres” no mês de março, nas escolas municipais e estaduais de todo o país, sob o comando do MEC, seria uma medida de grande alcance.  O objetivo consistiria em conscientizar o público quanto à existência do problema e mobilizá-lo para a criação de soluções locais, mobilizando a comunidade e as famílias para discutir, denunciar e prevenir as agressões contra o gênero feminino, promovendo assim mudanças de longo prazo entre os mais jovens e o maior respeito frente às mulheres no século XXI.

Vamos ao checklist de nosso parágrafo de conclusão. A primeira coisa a fazer é uma breve referência aos temas abordados nos dois parágrafos de desenvolvimento. Faça isso de forma realmente breve. Observe que eu falei sobre duas leis nos parágrafos de introdução e desenvolvimento (a Lei Maria da Penha e a Lei Carolina Dieckmann). Aqui na conclusão eu falei sobre a importância das leis para combater a violência contra as mulheres. Ou seja, eu fui coerente com tudo o que havia sido dito anteriormente. Então, a estrutura da redação e as quatro camadas de texto estão devidamente organizadas e conectadas entre si.  O segundo ponto de nosso checklist do parágrafo de conclusão e, com toda certeza, o elemento mais crítico do texto dissertativo-argumentativo do ENEM, é a apresentação de seu posicionamento crítico, sugerindo uma possível solução para a situação-problema do tema da redação. Aqui eu afirmo que é preciso uma mudança cultural para acabar com a violência contra as mulheres e que o melhor lugar para fazer isso é a escola. Perceba que eu utilizei 3 setores para apresentar a minha proposta de intervenção para solucionar a situação-problema: As Instituições de Ensino (escolas estaduais e municipais), o Governo (aqui representado pelo MEC, o Ministério da Educação) e a Família.  Além disso, eu fui específico ao dizer exatamente quem seriam os responsáveis pela execução da proposta de intervenção. Eu continuei sendo específico ao dizer como isso seria feito, ou seja, criando a “Semana de combate à violência contra a mulher” no mês de março, justamente o mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Além disso, eu disse qual era o objetivo desta proposta de intervenção: conscientizar o público quanto à existência do problema e mobilizá-lo para a criação de soluções locais, mobilizando a comunidade e as famílias para discutir, denunciar e prevenir as agressões contra o gênero feminino. Cada parte da proposta de intervenção foi devidamente apresentada para não deixar lacunas que poderiam reduzir a minha pontuação. Tudo isso foi feito respeitando os Direitos Humanos e as diferenças socioculturais. E o último ponto de nosso checklist da conclusão é este aqui.  Se você se esconder no parágrafo de conclusão e não apresentar uma sugestão de intervenção social para resolver a situação-problema será penalizado em muitos pontos. Muitos pontos que vão fazer muita falta quando você iniciar a disputa por uma vaga em uma boa universidade no SISU.

Conforme eu disse no início do vídeo eu não tirei nota mil. De acordo com a minha amiga que participa da banca examinadora que corrige as redações do ENEM eu teria uma nota aproximada superior a 800 pontos. Eu mostrei onde e porque eu perdi vários pontos e os meus erros devem servir de aprendizagem para você.

Agora você já conhece a técnica para produzir uma redação nota 1000.  A partir desse momento o trabalho é todo seu. Você deve praticar várias vezes até internalizar essa técnica redação e utilizá-la automaticamente, mesmo quando tiver que escrever um pequeno parágrafo em um exercício de português, História, Geografia, Filosofia, Sociologia e Biologia. Eu estou citando estas disciplinas por elas sempre solicitam que os alunos escrevam textos. Não se esqueça, todo parágrafo é uma oportunidade para você praticar essa técnica e tirar uma nota muito alta, próxima de 1000 na redação do ENEM. Você já tem a informação e agora a responsabilidade é toda sua.

Se você gostou deste vídeo inscreva-se em nosso canal, deixa o seu like, deixa o seu comentário, compartilha e adiciona nos favoritos. Isso vai ajudar muito no crescimento de nosso trabalho. Muito obrigado pela sua paciência! Nós encerramos por aqui. Um forte abraço e bons estudos a todos!