Medicina e Segurança do trabalho

PPRA

Whey Black Skull

Vladimir Herzog

No dia 24 de setembro de 2012 a justiça ordenou a alteração do atestado de óbito de Vladimir Herzog. No documento oficial, escrito pelos militares (1975), constava morte "por asfixia mecânica", ou seja, enforcamento, um ato de suícidio.

O novo laudo constará que a morte do jornalista "decorreu de lesões e maus-tratos sofridos em dependência do 2.º Exército-SP".

 

UM DOS FUNDAMENTOS BÁSICOS DA HISTÓRIA

A História, enquanto área de conhecimento, analisa os fatos históricos. Estes por sua vez, não dizem nada, pois cada intérprete cria a sua própria versão do fato histórico. Na versão construída pela Ditadura Militar o jornalista tirou a própria vida. Na versão do Brasil redemocratizado os militares torturaram e mataram o jornalista Vladimir Herzog. Como sabemos, na História não existem verdades. Ou melhor dizendo, a verdade é relativa. Ela é constantemente reconstruída. A História é dinâmica, complexa, lida com o tempo. O tempo não para. As temporalidades se misturam e cruzam nossos caminhos das formas mais inesperadas. Quem acha que História é uma coisa do passado está completamente equivocado.