Medicina e Segurança do trabalho

PPRA

Whey Black Skull

Resumo: Período Joanino (1808-1821). Revolução Liberal do Porto de 1820 e o retorno de D. João e da Corte para Portugal. As Cortes de Lisboa anularam todas as medidas implementadas por Dom João VI na América e tinham a intensão de recolonizar o Brasil. Este é um dos principais motivos de levaram ao desencadeamento do processo de independência do Brasil.

"Historiação Humanas: educação com um toque de entretenimento".

Oi pessoal! Eu sou o Jener Cristiano do canal Historiação Humanas e você está assistindo a aula número 7 sobre o Período Joanino e o processo de independência do Brasil.

Na aula de hoje iremos analisar a Revolução Liberal do Porto de 1820 e o retorno de D. João para Portugal.

Nós já sabemos que o motivo da transferência da Corte para o Brasil foi a invasão de Portugal pelas tropas francesas comandadas por Napoleão Bonaparte. Isso aconteceu lá em 1807. Entretanto, Napoleão foi definitivamente derrotado em 1815 após o Governo dos Cem dias. Ou seja, a partir de 1815 o motivo que originou a fuga da Corte Portuguesa para o Brasil já não existia mais. Dessa forma, o rei D. João e a nobreza portuguesa deveriam voltar imediatamente para a Europa. Mas, porém, contudo, entretanto, todavia, não obstante isso não aconteceu. Ou seja, o rei de Portugal e toda a sua Corte permaneceram no Brasil até o ano de 1821. A pergunta que todo mundo faz nesta hora é mais ou menos esta aqui. Por que Dom João VI não queria voltar para Portugal? Uma das respostas dadas pelos historiadores especialistas no tema é que o rei de Portugal queria se manter distante das pressões feitas pelas poderosas monarquias europeias. Mantendo a distância ele desejava governar o seu império ultramarino sem sofrer tantas interferências e ameaças das nações europeias mais poderosas.  Durante os encontros que marcaram o Congresso de Viena em 1814 os representantes portugueses foram pressionados a fazer com que sua corte retornasse para a Europa sob a alegação de que seu rei não poderia governar a partir de uma colônia. Essa foi a razão pela qual Dom João elevou o Brasil a condição de Reino Unido a Portugal e Algarves em 1815. Dessa maneira ele não estaria governando as possessões portuguesas de uma simples colônia, mas sim de uma parte integrante do seu reino: o Brasil.

Houve um grupo de pessoas que ficoumuito incomodado com os acontecimentos descritos acima. A população de Portugal ficou entregue à própria sorte durante a ocupação das tropas francesas. Depois da derrota de Napoleão o país foi governado por uma junta administrativa liderada pelos ingleses. O ano de 1820 chegou e não havia qualquer sinalização de que o rei retornaria para Portugal. Este contexto abriu condições para o início da Revolução Liberal do Porto, cujos principais pontos são estes aqui.

Ocorreram diversos protestos contra o domínio inglês em Portugal e contra a decadência da economia portuguesa.

Houve uma forte insatisfação com a inversão colonial, uma situação que beneficiou as elites dirigentes brasileiras e prejudicou os grupos de elite portugueses.

As “Cortes” de Lisboa (nome dado ao Parlamento português) defendiam o fim do Antigo Regime, a elaboração de uma constituição e o retorno imediato da Corte para Portugal.

E aqui está um dos pontos mais importantes que vai desencadear o processo de independência do Brasil. Houve uma intensa radicalização política no Parlamento português. As Cortes de Lisboa anularam todas as medidas tomadas por Dom João tomadas na América e tinham a intensão de recolonizar o Brasil.

Então, a partir desse momento nós podemos definir o que foi a Revolução Liberal do Porto de 1820.Trata-se de ummovimento político que se desenvolveu em Portugal a partir de 1820 e que influenciou diretamente o processo de independência do Brasil. A Revolução Liberal do Porto defendia princípios liberais, tais como a limitação dos poderes do rei e a elaboração de uma constituição. Esta revolução também defendia a recolonização do Brasil. Ou seja, o Brasil deveria deixar de ser um Reino Unido a Portugal e Algarve e ser rebaixado a sua original condição de colônia para ser novamente explorado pelos portugueses. Por causa desses acontecimentos D. João voltou imediatamente para Portugal, pois ele corria o risco de ver a monarquia derrubada e assim, perder definitivamente o poder. A Revolução Liberal do Porto também foi responsável pela independência do Brasil.

A nossa aula termina por aqui. Em nosso próximo vídeo iremos concentrar as nossas atenções no processo de Independência do Brasil. Acesse os links na descrição do vídeo, inscreva-se em nosso canal e cadastre o seu e-mail para ficar atualizado sobre as aulas mais recentes de Historiação Humanas. Não se esqueça, temos um encontro marcado toda segunda e quarta às 21 horas. Um forte abraço e até a nossa próxima aula!